Nossa história

Com quase três décadas atuando na defesa de direitos previdenciários de milhares de pessoas pelo país, nós, da Schmitz Advogados, acreditamos na importância de estabelecer uma relação de confiança com nossos clientes.

Por isso, nas linhas a seguir contaremos um pouco da trajetória do escritório para que você conheça os valores que nos inspiraram e fundamentam nossa atuação.

O Legado

A Schmitz Advogados não teria a estrutura, relevância e experiência que possui hoje se há muitos anos o ainda pequeno Raul não tivesse transformado suas aspirações, sua luta, sua confiança em um futuro possível em passos concretos da trajetória próspera a qual sonhava.

Por isso a história da Schmitz Advogados começa bem antes da criação de um escritório de advocacia e sim a partir dos valores e princípios aprendidos desde a infância por aquele que viria a ser seu sócio fundador, Raul Antonio Schmitz.

Origem humilde

Desde pequeno, as brincadeiras de infância foram substituídas pelo trabalho na olaria do pai, na localidade de Santa Lúcia no município de Bom Princípio, no Rio Grande do Sul.

Estamos falando de uma época em que direitos e deveres eram entendidos de formas diferentes dos dias atuais.

Naqueles tempos, nos remotos anos 1960, as grandes formações familiares resultavam também em força de trabalho e, seguindo essa lógica, todos possuíam papel definido em gerir o bem-estar, o desenvolvimento e manutenção das tradições familiares.

Assim, a origem humilde de Raul fez com que já aos sete anos tivesse que enfrentar o trabalho pesado para uma criança tão pequena, transportando manualmente telhas para a secagem e queima nos grandes fornos artesanais.

Era este o papel que lhe cabia naquela que seria a atividade fundamental para o sustento dos 14 filhos do casal João Leopoldo Schmitz e Maria Erci Schmitz.

Raul aprendeu desde cedo o valor do trabalho e logo entendeu que tal qual as telhas e tijolos feitos à mão que carregava, ele um dia poderia construir muito mais a partir do seu árduo trabalho.

O dia a dia na olaria do pai era compartilhado com a dedicação aos estudos primários na Escola Pio XII.

O grande aprendizado na vida de internato

Em 1974, aos 13 anos de idade, a convite do Pároco local, o Padre Monsenhor José Becker, Raul ingressou no Seminário São João Maria Vianney, de Bom Princípio (RS), com o intuito de seguir a vida religiosa.

Assim, ainda menino, deixou a casa dos pais, e seguiu seus estudos na clausura do internato.

No Seminário, viveu novas experiências para além de adquirir conhecimento: trabalhava na lavoura, na limpeza e na manutenção das dependências do seminário.

Completou o Primeiro e Segundo Grau no Seminário São José de Gravataí (RS) para o qual foi transferido em 1975.

Cinco anos mais tarde, quando Raul cursava a faculdade de Filosofia no Seminário Maior de Viamão (RS) quando se deparou com uma difícil decisão: seguir ou não a vida sacerdotal?

As experiências do período no seminário foram muito marcantes na vida de Raul.

Por mais que tenha optado por não seguir com a formação seminarista, o crescimento humano, os ensinamentos compartilhados naqueles anos, as alegrias e a convivência com pessoas tão diversas conduziram suas ações e convicções ao longo da vida que se iniciava a partir daquela decisão.

Os obstáculos para se formar na Faculdade

Em 1983, buscando melhores oportunidades, ingressou na Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS, cidade de São Leopoldo-RS, no curso de Direito.

Entre o início dos estudos na faculdade de Direito e a sua formação, casou-se com a Sra. Marli, e teve sua única filha, Marilia, que mais tarde passaria a ser sua colega e sócia.

Foram longos anos dedicados à formação, sendo que em vários momentos a formação pareceu inalcançável diante das adversidades.

As sérias dificuldades financeiras vivenciadas por Raul e sua família ao longo de sua jornada de estudos quase o impediram de se tornar o advogado que hoje é.

Houve um momento em que o curso de Direito teve que ser interrompido, pois não havia mais dinheiro para investir na sua formação.

Das dificuldades ao início na Advocacia Previdenciária

Com muita luta o apoio de sua família, Raul retomou os estudos da Faculdade de Direito.

Quando já cumpria algumas cadeiras de estágio, foi convidado por um colega advogado para assessorar o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Bom Princípio e foi aí que passou a ter as primeiras experiências com o direito previdenciário.

À época, acompanhou inúmeros processos administrativos de requerimento de benefícios de agricultores locais que lhe procuravam para defender os seus interesses, seja na busca de uma aposentadoria, uma pensão por morte ou um auxílio doença.

A vontade de ajudar os segurados e as suas famílias fez com que ele se apaixonasse pela ideia de tornar-se um advogado previdenciário.

Assim, no ano de 1994, após muitas batalhas e dificuldades vencidas, Raul formou-se em Direito e conseguiu sua tão sonhada carteirinha de advogado!

Dos primeiros clientes na terra natal à expansão do escritório

Desde a formação em Direito, em 1994, Raul passou a atuar como advogado previdenciário auxiliando pessoas na cidade Bom Princípio (RS).

Logo, o conhecimento focado na área lhe rendeu certa notoriedade na região, o que incidiu sobre novos clientes e ao mesmo tempo na expansão da equipe de colaboradores.

Isso resultou na abertura de uma segunda unidade, na cidade de Montenegro (RS), onde a Schmitz Advogados atende há 15 anos.

A partir de 2011, o escritório transcendeu os limites do estado e passou a prestar serviços jurídicos também em solo capixaba, na região metropolitana de Vitória, no Estado do Espírito Santo.

Atualmente, através de seu escritório digital, a Schmitz vem atendendo clientes de todo o Brasil.

O time da Schmitz

Do início da advocacia individual realizada por Raul até hoje, a equipe da Schmitz aumentou.

Nosso time vem crescendo para sempre aprimorar a qualidade dos nossos serviços.

A experiência de mais de 27 anos na luta pelos direitos previdenciários nos trouxe vasto conhecimento jurídico, permitindo êxito em milhares de demandas.

Nossa equipe é formada por profissionais especializados, empenhados e focados nas necessidades de nossos clientes.

E, cada membro da equipe é treinado de forma que possamos buscar e alcançar para o cliente o MELHOR direito que lhe cabe: a melhor aposentadoria, o benefício mais vantajoso, os “atrasados”.

O que nos move

Milhares de clientes já puderam ser beneficiados pelo serviço do escritório Schmitz Advogados e de sua equipe.

Diariamente somos contatados por muitas pessoas que buscam solucionar suas dúvidas e seus problemas relativos a aposentadorias, pensões por morte, benefícios por incapacidade, averbação de tempo rural e especial, benefícios de amparo assistencial, revisão de benefícios, dentre outros.

Saber que ajudamos tantas pessoas, seja com instruções no dia a dia de consultas ou obtendo judicialmente a tão sonhada aposentadoria de um cliente nos movimenta e nos gratifica.

Ver o sorrido de um cliente satisfeito é recompensador!

Sabemos que a aposentadoria é fruto de toda uma história de trabalho da pessoa, e, assim, entendemos que o advogado previdenciário tem o dever de lutar por todo o direito que cabe ao cliente que ele representa, impactando positivamente não só a vida do segurado, mas também de sua família.

A Schmitz Advogados preza pela qualidade do trabalho oferecido a você e pelo compromisso com seus direitos. Agora que você já conhece um pouco de nossa história, desejamos fazer parte da sua!

Entre em contato e fale com
um de nossos especialistas.

Respeito ao cliente

Respeito pela história, problemas e peculiaridades de cada família atendida.

Transparência e comprometimento

Proteção aos direitos previdenciários.

Experiência sob constante atualização

Busca constante pela melhor solução do problema do nosso cliente.

Soluções práticas e eficientes

Prevalência do dialogo e composição para solução dos conflitos.

Proteção e segurança jurídica

Amparo e encaminhamento administrativo e jurídico.